Pastoral Juvenil marca presença na I Reunião Internacional de delegados episcopais para a JMJ2023


A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude do Brasil foi convocada pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, para participar da I Reunião Internacional de delegados episcopais para a Jornada Mundial da Juventude 2023. Layla Kamila, articuladora da equipe de comunicação da Pastoral Juvenil – Jovens Conectados- e Ir. Valéria Leal, assessora interna da CEPJ, representaram a comissão, sendo indicadas por Dom Nelson Francelino, presidente da Comissão.


A reunião aconteceu na manhã deste 15 de outubro de forma online diretamente de Roma; com cerca de 200 lideranças presentes, entre delegados episcopais, lideranças mundiais de movimentos, associações e comunidades que trabalham com juventude.


Sobre a importância de participar desse evento em preparação para a JMJ, Irmã Valéria disse que “estar em comunhão com todos os jovens que se esperam este momento importante na evangelização juvenil é uma alegria. Bonito também acompanhar o empenho da equipe de Portugal, preparando com tanto carinho a Jornada num momento tão desafiador”.


Para Layla Kamila a ocasião se torna “bem feliz por estar junto à Igreja mundial em vista de um evento tão amado e esperado por tantos jovens. Em especial foi bonito ver jovens e adultos de diversos países conectados literalmente através do ambiente digital e produzindo, fazendo comunhão e fortalecendo os laços em vista da evangelização da juventude. Temos um caminho belo e desafiador a trilhar pela frente”.



Foram tradados dois temas principais: o lançamento da Plataforma SynAct (Synod in Action) e a divulgação de novas informações sobre a Jornada Mundial da Juventude 2023 na cidade de Lisboa.

A Plataforma SynAct é fruto do Sínodo da Juventude, respondendo ao apelo dos jovens por um espaço de diálogo e troca de experiências, assim como diz o papa na Cristo vive sobre o ambiente digital, e os números 205 a 207 sobre “uma pastoral sinodal”.

“Em resposta às sugestões de muitos de vocês e às ideias que surgiram no processo sinodal de 2018, desenvolvemos uma plataforma online, reservada apenas para líderes nacionais da pastoral juvenil de conferências episcopais e coordenadores internacionais de movimentos, associações e comunidades de jovens. A plataforma visa facilitar nossa colaboração e expandir a troca mútua de informações, recursos e ideias”, explicou o Padre. João Chagas, chefe do Gabinete da Juventude do Departamento para os Leigos, Família e Vida.

Rumo à JMJ 2023

A reunião também apresentou o COL – Comitê Organizador Local – com a participação de Catarina André (responsável pela comunicação) e Duarte Ricciardi (secretário executivo), que apresentaram as últimas notícias.